terça-feira, 18 de novembro de 2008

Descascar Romã Facilmente

Depois de ter passado a época da romã, e de eu ter comido todas as que tinha, pacientemente, deixando as minhas mãos negras e algumas camisolas pintadas para sempre, descobri que há uma forma "fast food" de descascar a romã, bem mais conveniente do que o meu método desajeitado e badalhoco (leia-se sujo).

Para aprender, assim como eu aprendi, poderão consultar o blog Por Tudo e Por Nada, de uma rapaiga portuguesa, como eu ;) e vão encontrar aqui a página específica de como descascar a romã.

Bom Apetite! (agora só pró ano, que a romã acabou...)

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Egnog

Para quem já se está a preocupar com o Natal, deixo aqui uma receita tradicional americana, de uma bebida, uma espécie de gemada, que é uma das coisas mais gulosas que eu já bebi!


(Ver aqui a correspondência entre as medidas)

Eggnog - Receita tradicional

Tem que ser feita, pelo menos, 6 horas antes do momento de servir, pois tem que passar várias horas no firgorífico.

12 ovos com gemas separadas das claras
6 cups de um leite vegetal a gosto
2 cups de natas para bater (bem refrigeradas e colocadas no congelador 20 a 30 minutos antes de bater)
2 cups de Bourbon (wiskey tradicional americano, pode substituir-se por wiskey regular)
1 e 1/2 cup de açúcar
3/4 cup de brandy
2 teaspoons de noz-moscada ralada

Bater as gemas com o açúcar por mais ou menos 10 minutos até ficar com uma cor amarelo claro. Aos pouquinhos, sempre batendo, adicionar as bebidas alcoólicas, um pouquinho de cada vez.

Colocar esta mistura no frigorífico por seis horas. 30 minutos antes dos convidados chegarem juntar o leite, batendo, juntar 1 e 1/2 teaspoons de noz moscada ralada.

À parte bater as natas até ficarem bem firmes. E noutra taça bater as claras de ovo até ficarem bem firmes também.

Despejar suavemente as claras batidas na mistura das gemas, misturando com uma batedora de varas, seguir juntando as natas batidas da mesma forma.

Distribuir por chávenas ou uma taça grande tipo taça de ponche e polvilhar com a restante noz moscada.

Eggnog de Natal

12 gemas de ovo
5 cravinhos inteiros
4 cups de leite
4 cups de natas
3 cups de rum
1 e 3/4 cups de açúcar
2 e 1/2 teaspoons de essência de baunilha (ver instruções do fabricante em relação à quantidade, pois é variável conforme a marca)
1 teaspoon de pau de canela ralado
¾ teaspoon de noz-moscada ralada

Levar a lume brando o leite com a canela, os cravinhos e 1/2 teaspoon da essência de baunilha. Mexer com regularidade e retirar do lume imediatamente antes de começar a ferver.

Bater as gemas com o açúcar, até ficar uma mistura fôfa, de cor amarelo claro.
Continue a bater e junte pouco-a-pouco a mistura do leite. Voltar a levar ao lume baixo, mexendo sempre, até que a mistura comece a engrossar, mas sem nunca deixar ferver! Remover os cravinhos e levar ao frigorífico por uma ou duas horas num recipiente não metálico.

Juntar, mexendo, as natas, o rum, o resto da essência de baunilha e a noz moscada.

Deixar no frigorífico durante a noite.
Servir em chávenas ou numa taça tipo ponche, polvilhado com noz moscada, canela ou cacau em pó.

Eggnog fácil

6 ovos
3 cups de leite
8 tablespoons de açúcar
3 teaspoon de essência de baunilha
1/2 teaspoon de noz-moscada ralada

Bater os ovos, e depois de batidos, ir adicionando a pouco e pouco o açúcar, e de seguida, da mesma forma, o leite. Bater até que a mistura fique fôfa, adicionar a essência de baunilha e a noz moscada ralada.

Cobrir a taça com plástico aderente e levar ao frigorífico por 3 horas.

Fonte: Eggnog Collection

Vegan Eggnog

4 colheres de sopa de açúcar
5 dl de leite
1 pau de canela
1 colher de sobremesa de noz moscada ralada
1 colher de sopa de margarina de cozinha
3 colheres de sobremesa Farinha custarda
canela em pó
5 cravinhos

Leve o leite ao lume com os cravinhos, o pau de canela, a noz moscada e a margarina, mas deixe um pouquinho de leite de parte, frio, onde vai dissolver a farinha custarda anteriormente misturada com o açúcar, deite a mistura da farinha no leite quente (antes de ferver).

Leve ao lume e, mexendo sempre com uma vara de arames, deixe cozer e engrossar.

Deite o creme em canecas ou taças e polvilhe com canela.

Fonte própria

Correspondência entre medidas

1 tablespoon(colher de sopa)= 3 teaspoons (colher de chá)= 0,03lb=0,015litros= 15g

1 cup(caneca)= 16 tablespoons= 0,48lb= 0,237litros= 25g

2 cups= 1pint= 0,96lb= 0,474litros= 50g

1 pint= 2cups= 0,5quart= 0,473 litros= 1,00lb

1 quart= 4cups= 2 pints= 0,946Litros= 2,00lbs

1 gallon(U.S.A.)= 4quarts= 3,785Litros= 8,00lbs


1cup de farinha de pão (tipo 65)= 167,8g

1cup de farinha de pastelaria = 154,2g

1cup de farinha de bolos (não peneirada)= 140,6g

1cup de açúcar granulado= 204g

1cup de açúcar amarelo= 181g

1cup de açúcar em pó= 145g


Fonte: International School of Baking

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Salada de maçã

1 maçã
2 ou 3 queijos fundidos dos triângulares (tipo vaca que ri)
100g g de queijo flamengo em cubos pequenos
nozes a gosto

Cortar as nozes em pedacinhos e a mação em cubos, misturar tudo, juntar um pouquinho de natas se desejar.

Servir com pão, tostas ou gressinhos.

Bom apetite!

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Pão Italiano com Ervas e Parmesão

270 ml de água (1 1/8 copos)
1 c. sopa de azeite
1/2 c. sopa de açúcar
1 c. chá de sal
35 g de queijo parmesão ralado (1/3 copos)
1 c. chá de alho em pó
1 c. chá de manjerona
400 g de farinha de trigo (3 copos)
1 ½ c. de chá de fermento biológico seco

Colocar todos os ingredientes na forma da máquina. Selecionar o ciclo normal e a cor clara, tamanho I.
Pode ser utilizada com o timer.

...Como não tinha parmesão, juntei queijo de cabra seco, daqueles branquinhos e muito pequeninos, é de fabrico familiar, sou eu e a minha família que os fabricamos para venda. E em vez de alho seco juntei massa de alho.

Posso dizer que ficou uma maravilha! E o cheirinho quando acabou de fazer... que espetáculo!!!

Fonte:Fórum bimby

domingo, 10 de agosto de 2008

Muffins de banana

Ingredientes húmidos:
2 copos de bananas aos pedaços (+/- 3 bananas grandes)
3/4 copo de açúcar
1 ovo
1/3 copo de manteiga derretida
Ingredientes secos:
1 colh. de chá de bicarbonato de sódio
1 colh. chá de fermento para bolos
1/2 colh. chá de sal
1 e 1/2 copos de farinha

Caixinhas de papel ou manteiga para untar a forma.

Misturam-se os ingredientes húmidos, esmagando as bananas, derretendo a manteiga no microondas, juntando-lhe o açúcar (eu sei que ele não é húmido, mas dissolve-se melhor se misturado com estes) e batendo um pouco. Bata o ovo à parte, junte ao preparado.

De seguida, misture os ingredientes sólidos, juntando todos eles nas quantidades supra mencionadas e misturando.

Adicione os dois grupos de ingredientes e mexa bem.

Coloque as formas de papel dentro das formas de muffins que vai usar, ou pincele-as com manteiga derretida e polvilhe com um pouco de farinha. Deite o preparado dos muffins até encher 2/3 de cada forma e leve ao forno.

fonte: expertvillage

ver vídeos:
Explicação dos ingredientes
Como preparar as bananas
Misturar os ingredientes húmidos
Misturar os ingredientes secos
Juntar todos os ingredientes
Preparar a forma

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Super Suco

2 rodelas de abacaxi
1 xícara de chá de maçã picada sem casca e sementes
1 xícara de chá de água
2 xícaras de chá de suco de laranja
10 colheres de sopa de leite condensado
Gelo em cubos

Bata no liquidificador o abacaxi e a maçã, juntando a água aos poucos. Coe, leve novamente ao liquidificador e bata com o suco de laranja e o leite condensado. Junte alguns cubos de gelo e torne a bater. Sirva gelado.

fonte: receitasdebatidos.com

Vitamina Banana Brasil

1 copo de leite desnatado.
2 colheres (sopa) de aveia em flocos
1 Banana

Bata no liquidificador o leite e a banana, em seguida adicione a aveia e bata até fazer espuma.
Sirva com gelo.

fonte: receitasdebatidos.com

terça-feira, 15 de julho de 2008

Batido Vitamina de Abacate

1 xícara de chá de leite desnatado
2 colheres de sopa de abacate

Junte tudo no liquificador e deixe mexer. Pode servir gelado.

Fonte: Receitasdebatidos.com

Batido Vitamina de mamão

1/2 mamão papaia
1 e 1/2 colher de sopa de leite condensado
1 copo de leite

Bata no liquidificador e sirva com gelo.

Fonte: ReceitasdeBatidos.com

terça-feira, 8 de julho de 2008

Levedura Líquida para pão

Este processo foi retirado do livro 100% Pain d'Eric Kayser.

Estas leveduras, dão ao pão um sabor muito caracteristico e não é necessário usar tanto fermento de padeiro, pelo que o nosso pão fica com um miga muito mais saborosa e sem ter o terrivel sabor a fermento. Pessoalmente estou fã desta levedura liquida.

Este tipo de levedura melhora com a idade e é uma levedura que pode durar anos se for bem tratada. É guardada no frigorifico dentro de um frasco hermetico e a cada 8 dias temos de alimentá-la novamente repetindo o 3º passo.

Se a usarmos com frequência, como eu vou passar a fazer, cada vez que a usamos, voltamos a refrescá-la repetindo sempre o 3º passo, neste caso já não temos necessidade de voltar a alimentá-la a cada 8 dias.

Ex: Eu estou a fazer pão. Retirei a minha massa do frigorifico, deixa estar à temp ambiente 1 hora e retirei 80gr de massa, então voltei novamente a refrescá-la com 40 gr de farinha tipo 65 + 40 gr de agua, misturei tudo muito bem, embrulhei o frasco (sem o tapar com a tampa) num turco de cozinha e guardei-o durante 12h dentro de um armario.
Ao fim das 12h mexo a massa, tapo o frasco e volto a coloca-lo no frigorifico.

Parece complicado, mas é extremamente simples. Consegui fazer esta levedura à primeira tentativa e a gora já tenho a minha levedura liquida Grin

Levedura liquida dÉric Kayser

1º Passo

50 gr de agua morna
50 gr de farinha integral

Misturar a agua com a farinhal, dentro de um recipiente de vidro, tapá-lo com um turco de cozinha e deixar fermentar durante 24h, a uma temp ambiente de 20º a 25º (dentro de um armário é o ideal).

2º Passo

Ao fim das 24 h misturar:

100gr de agua
100 gr de farinha tipo 65
20 gr de açucar

Misturar esta preparação com a do dia anterior e misturar tudo muito bem. Voltar a cobrir o frasco o o turco de cozinha e deixar fermentar mais 24h dentro de um armário.

3º Passo

Ao fim das 48 h misturar:

200gr de agua
200 gr de farinha tipo 65


Misturar esta preparação com a do dia anterior e misturar tudo muito bem. Voltar a cobrir o frasco o o turco de cozinha e deixar fermentar mais 12h dentro de um armário.

No fim destas 12 h temos a nossa levedura ou pré-levedura pronta, é só tapar o frasco e colocar no frigorifico. 12h depois já pode ser usada.

Não esqueçam de alimentá-la a cada 8 dias, repetido sempre o 3º passo.

Por cada 500gr de farinha usa-se 100 gr a 120 gr de fermento liquido e mais 5 gr de fermento de padeiro fresco.

Cada vez que se utiliza, repõe-se a quantidade utilizada, se forem 100g repõe-se 50g de água morna+50g de farinha.

Se durante uma semana, não for utilizada, alimenta-se como descrito acima, repetindo o 3º passo.

A levedura liquida é incorporada no processo antes da farinha. Junte a levedura liquida aos restantes ingredientes e misture bem, depois incorpore a farinha e o sal e amasse.

A quantidade de água deve ser reduzida, contando com a levedura. Por exemplo, se a receita de pão leva 500g de farinha e 350ml de água, eu junto 120ml/g da levedura, e 320/330ml de água.

O tempo de levedar pode ser o habitual, dependendo da farinha utilizada, mas aqui fica um truque: colocar um pouco da massa num copo com agua..... quando a mesma boiar está levedado. Nessa altura, a massa terá dobrado o volume (se fôr pão de trigo, outras farinhas não crescem tanto).

Pão com levedura líquida caseira

220 ml de água
120ml de levedura líquida
1 colher chá de sal
1 colher sopa de óleo vegetal
3/4 colher chá de mel
500g de farinha integral (em casa, para reduzir o número de farinha existentes, e costumo mer farinha tipo 65, e farelo, depois junto os dois a gosto)
3/4 colher de sopa de Glúten de trigo
5 a 10 de Fermipan

Sem a levedura líquida, usam-se 50g de fermento de padeiro/ uma saqueta de fermento desidratado, e 250ml de água.

Programa: Pão integral (3 na Clatronic)

Colocam-se os ingredientes pela ordem que a máquina indicar, e vigia-se, para ver se as quantidades estão bem, caso necessário vai-se adicionando uma colher de sopa da farinha ou de água de cada vez, esperando um minuto a amassar entre cada adição.

Nota: O Glúten compra-se e hipermercados na zona de dietéticos, e em lojas da especialidade. Está presente na farinha em quantidades variáveis e é a proteína que activa o fermento, sem glúten o pão não iria crescer, nesta receita aumenta-se o teor de glúten da farinha, porque é integral. Também resulta muito bem com centeio, aveia, ou milho, pois são farinha que, regra geral, crescem pouco, pois não têm glúten suficiente na sua constituição.

Espero que o pãozinho seja do vosso agrado.

domingo, 29 de junho de 2008

Viagem à Índia - Biryani (Arroz de Festa)

400g de arroz basmati
600g de legumes variados
200g de iogurte ou Kefir
2 cebolas ou 4 dentes de alho
e tomates
2 malaguetas verdes
1 pedaço de Gengibre de 3cm
1 colher de café de açafrão em pó
1 colher de chá de cominhos
1 colher de chá de pimenta preta
1/2 colher de sopa de folhas de coentro
1 colher de sobremesa de curcuma (açafrão das índias)

Levar ao lume 600ml de água e quando ferver, adicionar o arroz, cozer por 5 minutos, retirar do lume e deixar arrefecer.

Amassar no almofariz os dentes de alho (se não usar a cebola), com o gengibre, as malaguetas, a pimenta preta e os cominhos. Acrescentar a curcuma e o açafrão e misturar numa terrina com o iogurte e as folhas de coentro, batendo com a varinha mágica até ficar uniforme.

Saltear as cebolas (se não tiver colocado o alho) picadas, com 3 colheres de sopa de óleo e os tomates sem pele e sementes, picados, até ficarem tenros (5min.).

Adicionar os legumes, em pedaços todos do mesmo tamanho, juntar 1/2 copo de água e cozer em lume brando por 5 min.

Acrescentar o molho de iogurte, dar uma fervura rápida e incorporar o arroz. Manter em lume brando até que o arroz esteja no ponto. Servir acabado de fazer.

Eu não gosto muito de ferver iogurte, por isso prefiro cozinhar tudo igual, sem juntar o iogurte, depois de o arroz estar cozido, junto o iogurte e deixo mais um minuto em lume brando, só para apurar.

sábado, 21 de junho de 2008

Arroz de Tâmaras

para 1 pessoa:

1 dose de arroz branco ou integral
1/2 cebola
Tâmaras secas a gosto
Manteiga de vaca
Noz moscada, pimenta, macis, sementes de cominhos, sementes de cardamomo


Cozer o arroz, como habitualmente, com todas as especiarias, estas são as que eu gosto, mas podem ser outras, ou nenhumas. Picar 1/2 cebola, colocar numa frigideira, juntar 25 a 50g de manteiga e refogar cerca de três minutos, mexendo.

Juntar as tâmaras sem caroço, picadas e refogar por mais 1 min, mexendo.

Juntar este preparado ao arroz, acabado de cozer.

Eu gosto de juntar também banana em pedaços, só depois de preparado. Fica diferente...
A mistura de tâmaras é só para uma pessoa, mas pode ser duplicada, triplicada ou mais, e adicionada à quantidade de arroz destinada a esse número de pessoas.

Bom apetite!

domingo, 15 de junho de 2008

Viagem à Índia - Pulao (Arroz Seco)

600g de arroz basmati
2 cebolas
100g de ervilhas
3cm de raiz de gengibre fresco
2 paus de canela
2 folhas de louro
30cl de leite de côco
1/2 colher de sopa de açúcar mascavado
1/2 colher de sopa de cardamomo
1 colher de café de fios de açafrão
1 colher de café de sementes de cominhos
3 colheres de sopa de amêndoas
3 colheres de sopa de passas
4 colheres de sopa de leite
6 colheres de sopa de óleo
Sal, para quem não dispensa

Lavar o arroz, cobri-lo com água e aguardar 30min. Escorrer e reservar.

Dourar, em lume médio, as amêndoas ligeiramente picadas e as passas. Escorrer sobre um papel absorvente e colocar de parte. Fritar as cebolas em lâminas finas no mesmo óleo. Escorrer e colocar de parte.

Colocar o arroz na frigideira, acrescentar canela, cardamomo, açúcar, gengibre ralado e prensado até obter umas gotas de sumo, sementes de cominhos tostadas em lume brando numa frigideira, açafrão escaldado com 4 colheres de sopa de leite e sal. Saltear durante 3 ou 4 minutos, em lume brando, se deixar de mexer.

Juntar as folhas de louro, o leite de côco e 20cl de água a ferver. Cozer em lume vivo, durante 8min. Adicionar as ervilhas, misturar e cozer por mais 8min. Acrescentar metade das amêndoas, passas e cebolas, misturar e prolongar a cozedura até que o arroz esteja no ponto.

Retirar do lume, decorar com o resto das amêndoas, passas e cebolas e servir.

Fonte: Cozinha País a País, Jornal O Público, vol.20 - Índia

Viagem à Índia - Roti (Pão de frigideira)

1 quilo de farinha sendo 30% a 50% de farinha integral
1/2 xícara de óleo ou manteiga
3 xícaras de água morna ou leite
1 colher de sopa rasa de sal
1 colher de chá de açúcar

Coloque a farinha numa vasilha.
Junte o óleo ou a manteiga, o sal e o açúcar. Despeje na farinha a água ou leite.
Amasse bem até a massa ficar macia.
Cubra com pano úmido e deixe descansar por 5 min.

Divida a massa em cinco porções e abra com um rolo na espessura máxima de 1/2 cm, em forma de disco, do tamanho da sua frigideira.
Unte a frigideira e asse em fogo baixo virando sempre, até ficar bem assado.

Sirva quente com manteiga, requeijão, patê, se gostar, com verduras refogadas ou salada.

Viagem à Índia - Alu matar rasedar (Curry de batatas e ervilhas)

700g de ervilhas
350g de batatas
1 cebola grande ou 4 dentes de alho amassados no almofariz
3 tomates médios
4 dentes de alho
1 malagueta verde
8g de curcuma em pó (açafrão)
12g de gengibre
45g de coentros picados
10cl de água (se não gosta de retirar as sementes do tomate, use só 5 a 7cl)
3 colheres de sopa de óleo
Sal, para quem não dispensa

Saltear a cebola (ou alho) com o óleo, até que fique transparente, acrescentar o gengibre ralado, a malagueta picada, misturar e saltear 10 min em lume muito brando, mexendo sempre.

Juntar os tomates sem pele, picados, e refogar por 5 min. Condimentar com a curcuma, adicionar as batatas descascadas, em cubos e a água. Tapar e deixar cozer 10 min em lume brando.

Adicionar as ervilhas, um pouco mais de água, se necessário, tapar e prolongar a cozedura até que estejam tenras, +/- 10 a 15 min. O preparado deve ficar praticamente seco.

No final polvilhar com os coentros picados e tapar por um minuto, já fora do fogão.

Sirva com um pão indiano tradicional, como o chapati, roti ou o pooris.

Bom apetite!

Fonte: Cozinha País a País, Jornal O Público, vol.20 - Índia

sábado, 14 de junho de 2008

Couve Creme com Banana e Tâmaras

Ingredientes por cada pessoa:
2 a 3 tâmaras secas
50g de natas azedas ou queijo de Kefir ou iogurte
1 banana pequena
1 couve pequena cozida (da variedade que mais vos agradar)
Cravinho moído q.b.
Outros temperos do vosso agrado


Picar a couve com o cravinho 5seg vel5. Cortar a banana em fatias e dispôr no prato, tal como a couve. Picar as tâmaras 5seg, vel5, juntar as natas azedas e dar mais 5min, vel 5.

É mais nutritivo e interessante se for polvilhado com sementes de sésamo, linhaça, gergelim, ou germen de trigo, mas não é essencial.

Bom apetite!

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Baji de batata com Puri - Goa

1 garrafa de óleo
4 malaguetas às rodelas
1 colher de chá de mostarda em grão
1 colher de chá de cominhos em grão
1 colher de chá de açafrão
1 colher de chá de meti (fenacho)
Coentros frescos
Folhas de caripate
250gr de batatas
3 cebolas
Sal q.b.

1-Num tacho,deitar óleo abundante. Juntar as malaguetas cortadas ás rodelas,os cominhos e o meti. Deixar fritar ligeiramente.
2-Acrescentar a cebola e a batata cortada aso cubos pequeninos
3-Temperar com sal q.b e com o açafrão
4-Quando a batata estiver cozida acrescentar os coentros muito picadinhos e as folhas de caripate
5-Repousa cerca de um minuto
6-Servir com Puris

Puris

Ingredientes:
250 gr de farinha sem fermento
Água com óleo ou manteiga
Pouco sal
Fermento

1-Fazer a massa (tipo pão)
2-Deixar repousar durante 1hora
3-Esticar a massa e cortar em forma redonda
4-Fritar em óleo bem quente e regar com óleo até tofarem

Fote: Entre Pratos

Xacuti de frango - Goa

Coentros*
Cominhos*
Javantri*
Flôr de anis*
Cardomomo*
Mostarda*
Cravinho*
Noz moscada*
Canela em pau
* todas estas especiarias são em grão
Açafrão das Indias
Gengibre
Alho
Caripate em folhas
1 frango do campo (não usei carne, obviamente, substitui por 2 courgettes, 1 beringela e 2 latas de cogumelos inteiros)
2 cebolas
1 dente de alho
250gr de côco ralado
Sal q.b.
Arroz

1-Numa frigideira colocar os coentros, cominhos, javantri, flôr de anis, cardomomo, mostarda, cravinho, e a noz moscada e deixar assar.
Depois de frias, picar num 1,2,3 e guardar esta mistura num frasco bem tapado para não perder as propriedades.
2-Assar o côco ralado e passar num 1,2,3
3-Desfazer o alho e o gengibre em pasta
4-Refogar a cebola picada
5-Adicionar 3 colheres da mistura das especiarias anteriormente preparadas.
6-Adicionar a pasta de alho e gengibre e o côco triturado
7-Adicionar o sal q.b
8-Juntar o frango cortado como se fosse para guisar. Quando o frango estiver quase cozido, adicionar as folhas de caripate
9- Servir com arroz branco solto.

Fonte: Entre Pratos

Sobremesa de muesli

4 colheres de sopa de Muesli
1 colher de sopa de cada Frutos secos (passas, amêndoas, nozes macadamia)
1 Iogurte natural
4 a 5 Framboesas
Mel q.b

Misturar o muesli com os frutos secos

Servir em taças: alternar uma camada de iogurte (4 colheres de sopa), uma camada de mueslie, uma camada de framboesas

Complementar com mel no topo

Fonte: Entre Pratos

Caril de Batata Doce

2 cebolas ou 2 dentes de alho
100 gr de gengibre
Sementes de Feno grego q.b
1 colher de cha de pasta de caril vermelha thai
1 colher de cha de Açafrão das indias
300gr de abobora bio
300 gr de batata doce bio
2 bananas
1 lata de leite de coco
1 molho de coentros
2 iogurtes naturais
1 pacote de arroz jasmim
1 ramo de lemongrass {erva príncipe}
1 lt de caldo de legumes

Refogar a cebola e o alho picados num tacho com óleo vegetal.

Acrescentar uma colher de chá de fenugreek e meia colher de chã de pasta de caril tailandesa, talos de coentros picados, 1 lemongrass com corte longitudinal, açafrão e gengibre ralado.

Refogar 6 a 8 min.

Cobrir o preparado com caldo de legumes. Deixar apurar (até evaporar).

Acrescentar um pouco mais de óleo vegetal, a batata doce e a abóbora cortadas aos cubos.

Refogar mais 6 a 8 min.

Cobrir novamente com caldo de legumes e meia lata de leite de coco.

Cozer durante 10 a 15 min.

Acrescentar a banana fatiada e tirar do lume.

Servir com acompanhamento de arroz branco e molho de iogurte natural com coentros picados.

Fonte: Entre Pratos

Viagem à Índia - Tamatar aur Matar (Sopa de tomate com ervilhas)

6 tomates grandes maduros
250g de ervilhas
1 cebola grande ou 1 dente de alho
2 folhas de louro
1 malagueta verde
40cl de creme de côco
1/2 colher de sobremesa de sementes de funcho, 2 de coentros moídos´2 de cominhos moídos
1 colher de sopa de hortelã fresca
1 colher de sopa de açúcar e 2 de manteiga clarificada (ghee)
Sal, para quem não dispensa

Tirar a pele aos tomates, retirar as sementes, passar para uma caçarola, cobrir com 1/2 litro de água e cozer durante 15 min, em lume brando. Passar a varinha mágica e colocar de parte.

Saltear, em lume brando, a cebola laminada ou o dente de alho amassado no almofariz, com a manteiga clarificada, até que a cebola fique transparente.

Adicionar as folhas de louro, o funcho, os coentros moídos, os cominhos moídos e a malagueta picada fina e refogar durante 2 min, antes de adicionar o creme de côco e o puré de tomate.

Levar a ferver, juntar as ervilhas, tapar, baixar o lume e deixar cozer durante mais 15 min ou até que as ervilhas estejam tenras. Acrescentar água se ficar muito espesso.

Retirar as folhas de louro, adicionar o açúcar e a hortelã picada. Rectificar o sal, antes de dar a última fervura e servir.


Fonte: Cozinha País a País, Jornal O Público, vol.20 - Índia

sábado, 31 de maio de 2008

Molho de Tomate

1 kg de Tomates bem madurinhos
2 Cebolas
1 pimento verde
1 pimento vermelho
colorau (=paprika) a gosto
algums cravinhos
outras especiarias do seu agrado
água a gosto
azeite q.b.

Cubra o fundo de um tacho com azeite, e corte as cebolas em fatias, refogando-as no azeite até alourar. Junte os pimentos picados e refogue por mais uns minutos. Corte o tomate em fatias, tire as sementes se preferir, (eu uso) e deite as fatias de tomate no tacho. Tape e deixe cozinhar, verificando se não se pega no fundo. Talvez seja necessário adicionar alguma água. Quando o tomate estiver meio cozido, coloque a varinha mágica no tacho e triture(pode saltar este passo, se preferir). Junte água a gosto, as especiarias, e cozinhe mais uns minutos.

Lasanha de Vegetais

1 Beringela
1 Abóbora cabacinha (em Portugal são umas abóboras mais pequeninas, mas pode substituir facilmente por alguns pedaços de abóbora normal)
Tiras de lasanha frescas
1 Pimento vermelho
200g de cogumelos
4 Tomates
2 cebolas
Molho béchamel a gosto, ou natas, ou até molho de tomate
Queijo a gosto (facultativo)


Unte um tabuleiro com óleo ou manteiga e cubra o fundo com tiras de lasanha. Coloque parte dos vegetais bem picadinhos por cima da lasanha, e coloque algum molho por cima. Repita esta disposição terminando com o molho. Polvilhe com queijo.

Coza a 200º durante 30 a 40 minutos.

O molho a usar pode variar conforme deseje, assim, esta lasanha pode possuir uma infinidade de variações. A minha preferida é com molho de tomate, e depois béchamel na última camada.

A receita de béchamel encontra-se na secção de molhos. Quanto ao molho de tomate, eu refogo cebola em azeite, junto polpa de tomate e deixo fritar um pouco. Adiciono especiarias a gosto e orégãos, e por fim, água fervente. Quando há tomates bons, faço o refogado e junto fatias de tomate para fritar. Depois passo a varinha mágica, desfazendo tudo, junto as especiarias e água. Pode ser engrossado com um pouco de puréde batata em pó, de pacote. Por vezes gosto também de adicionar meio pimento verde e meio pimento vermelho no refogado, bem picadinhos.

Espero que o resultado seja óptimo!

domingo, 25 de maio de 2008

Sopa de courgette

1 cebola grande
100g de alho francês
2 colheres (sopa) azeite
400g de batatas
400g de courgette
1,5 L de água
1 cubo de caldo de legumes (facultativo)

Descasque a cebola e pique-a, bem como o alho-francês. Refogue-os no azeite. Junte as batatas descascadas, cortadas em quartos, e 2/3 das courgettes, lavadas e cortadas em pedaços.

Leve a água com o caldo de legumes ao lume, até ferver. Verta sobre o refogado e deixe ferver, durante 20 minutos. Retire do lume, triture e leve novamente ao lume.

Deixe levantar fervura e junte a restante courgette cortada em cubinhos. Deixe cozer e sirva.

Cuscuz com vegetais

2 cenouras
1 courgette
1 beringela
150g de cogumelos frescos
1/2 pimento verde
1 cebola
4 dentes de alho
200g de bróculos
2 colheres (de sopa) de azeite
1 ramo de coentros
Azeite para untar o pirex
1 chávena (de chá) de cuscuz
1 colher (de café) de sal, para quem não dispensa

Corte em cubos as cenouras, a curgete e a beringela. Corte em tiras os cogumelos e os pimentos. Pique a cebola e os alhos. Separe os brócolos e lave-os bem.

Num tacho, junte todos os legumes, o azeite e sal. Deixe estufar, sem cozer demasiado. Certifique-se de que fica com molho, e se for necessário, adicione água. Deixe cozinhar, retire do lume e tape. Junte depois os coentros picados.

Num prato de ir ao forno, untado com azeite, disponha o cuscuz e alise a superfície. Distribua o preparado dos legumes por cima do cuscuz e alise a superfície. Distribua o preparado dos legumes por cima do cuscuz e tape. Aguarde durante 5 minutos.

Destape e leve a forno pré-aquecido a 180º por cerca de 5 minutos. Sirva quente ou frio.

domingo, 18 de maio de 2008

Chococheesecake


4 folhas de gelatina
água fria
300gr de bolachas de chocolate com pepitas
100gr de margarina
500gr de queijo fresco em creme
120gr de açúcar
2dl de natas frescas
150 gr de chocolate Mars
Canela em pó

Colocar as folhas de gelatina de molho em água fria.
Deitar as bolachas no copo e triturar 20 seg, vel 4. Adicionar a margarina e misturar 20 seg., vel 4.
Forrar o fundo de uma forme de tarte de fundo amomível (de preferência das de mola) com a massa de bolacha e reservar no frigorifico.
Passar o copo por água e deitar dentro o queijo e o açúcar. Bater durante 2 min, vel 4 até estar cremoso.
Entretanto escorrer a gelatina, derretê-la no microondas durante 10/15 segundos e juntá-la ao preparado pelo bucal ainda com o tempo a decorrer (+/- a meio).
Bater as natas até ficarem espessas (fiz à parte para fazer render o tempo).
Envolver as natas batidas no creme de queijo.
Cortar o chocolate Mars em fatias fininhas com uma faca e envolver no creme.
Deitar na forma e levar ao frigorífico até prender.
Eu decorei com caramelo, no centro, e canela.

Fonte: Fórum Bimby

sábado, 17 de maio de 2008

Tostas com queijo e ananás


8 fatias de pão de forma
30 g de Vaqueiro
1 lata pequena de ananás
8 fatias finas de queijo mozzarella
300 g de mistura de vegetais para salada
8 tomates cereja
4 colheres de sopa de óleo Vaqueiro
2 colheres de sobremesa de vinagre de vinho
1 colher de chá de molho de soja
pimenta de moínho

Barre as fatias de pão de ambos os lados com a Vaqueiro.

Escorra muito bem as rodelas de ananás e corte-as em pedaços.

Coloque metade das fatias dequeijo mozzarella sobre metade das fatias de pão por cima distribua os pedaços de ananás.
Cubra com as restantes fatias de queijo e finalmente com as restantes fatias de pão. Leve as tostas à tostadeira e deixe o tempo necessário para o queijo derreter e o pão alourar.

Numa saladeira, misture o restante abacaxi, os vegetais para salada e os tomates cereja, previamente lavados.

Num copo os frasco com tampa deite o óleo Vaqueiro, o vinagre e o molho de soja.

Na altura de servir agite energicamente o frasco ou o copo para emulsionar o molho, deite sobre a salada e mexa. Perfume com pimenta moída na altura.

Sirva as tostas acompanhadas com a salada.


Para uma refeição especial pode cortar as tostas, depois de prontas, com um corta bolachas com o desenho da sua preferência.
Também ficam muitos boas com banana em vez de ananás!

Fonte: Vaqueiro - Inspira-te!

Barritas energéticas de 2 chocolates


100 g de chocolate negro em barra (70% de cacau)
125 g de margarina Vaqueiro
1 colher de café de café solúvel
2 colheres de sopa de água
100 g de amêndoas filadas (cortadas em palitos)
100 g de cereais de arroz tufado
100 g de chocolate branco em barra

Parta o chocolate negro em quadradinhos para uma taça de vidro, junte 50 g de margarinaVaqueiro e o café solúvel, previamente dissolvido na água. Leve ao microondas durante 1 minuto na potência máxima.

Mexa energicamente com uma vara de arames e adicione metade das amêndoas e dos cereais.

Misture bem e espalhe o preparado sobre um tabuleiro ou uma caixa rectangular numa camada com cerca de 1 cm de espessura.

Parta o chocolate branco em quadradinhos para uma taça de vidro, junte-lhe a restante margarina Vaqueiro cortada em bocados e leve a derreter no micro ondas durante 1 minuto com a potência máxima.

Mexa com uma vara de arames até obter um creme liso e adicione as restantes amêndoas e cereais.

Espalhe este preparado sobre o outro e deixe arrefecer completamente no frigorífico.

Desenforme sobre uma tábua e corte em barrinhas com uma faca de serrilha.

Fonte: Vaqueiro - Inspira-te!

Guacamole III - México

1 abacate
30g de concentrado de tomate (tem que ser concentrado daquele de bisnaga - com polpa fica muito líquido)
1 malagueta pequena sem sementes ou uma a duas colheres de sopa de piri-piri
1/4 de pimento vermelho
1/2 cebola pequena
pimenta preta moída na hora
sumo de 1/2 limão
Coentros a gosto
1 colher de chá de óleo alimentar
sal para quem não dispensa

Colocar todos os ingredientes na picadora até obter um creme homogéneo.

Acompanhar com doritos, chips de tortilha, batatas fritas, tostas ou crackers.

Bons dips!

Mousse de Gengibre

4 folhas de gelatina
água
raiz de gengibre
5 dl de leite
4 ovos
80 g de açúcar

Ponha as folhas de gelatina de molho em água fria.

Pele um pedaço com cerca de 6 cm de raiz de gengibre, rale-o e junte ao leite. Leve ao lume e quando começar a ferver, retire do lume e coe através de um passador de rede fina. Adicione a gelatina escorrida e mexa até estar dissolvida.

Parta os ovos, separando as gemas das claras. Adicione metade do açúcar às gemas e bata com a batedeira até estarem fofas e esbranquiçadas.

Noutra tigela bata as claras até fazerem espuma, junte-lhes o restante açúcar e continue a bater até estarem bem firmes.

Envolva suavemente as claras na gemada. Adicione depois o leite, já morno ou frio, a pouco e pouco e misturando delicadamente. Deite numa taça ou distribua por taças individuais e leve ao frigorífico.

Fonte: Vaqueiro - Inspira-te!

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Pudim de Morangos

1 colher de sopa de ágar-ágar (ou 6 folhas de gelatina neutra, demolhadas em água fria)
400g de morangos
150g de açúcar
2 colheres de sopa de sumo de limão
400g de iogurte natural (açucarado ou não, conforme o gosto)
0,5 dl de água

Lavar os morangos, tirar os pés e reduzir a puré, juntando de pois o açúcar, o sumo de limão e o queijo creme. Dissolver a gelatina na água a ferver. Bater as natas e adicionar ao preparado anterior. Com gelatina vai ao frio por 6 horas antes de servir, com ágar-ágar basta uma hora e meia.

Bom apetite!

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Quinoa, o Novo Superalimento!


Este vegetal é composto de proteínas de valor biológico comparável às da caseína do leite e possui também uma grande concentração de fibras e potássio.

Tem um sabor leve, e começa agora a ocupar os pratos de diversas pessoas. Sendo originária da Bolívia, o seu custo é ainda elevado, no entanto, o seu alto valor nutritivo compensa a aquisição.

O pseudocereal, como é classificado, é riquíssimo em substâncias relacionadas ao desenvolvimento da inteligência, à rapidez de reflexos e a funções como a memória e o aprendizado. "É excelente para as dietas vegetarianas, pois tem mais aminoácidos do que a maioria dos cereais". (Cynthia Antonaccio (SP), da Equilibrium Consultoria em Nutrição e Bem-Estar., em cyberdiet)

Boa fonte de fibras e com baixo teor de colesterol, o grão também contém elto teor de vitaminas: A, B6, B1, C e E, além de ferro, fósforo, magnésio e cálcio.

O grão, que é a forma de mais fácil aquisição, pode ser utilizado de várias maneiras: cozido e temperado como salada, cozido como arroz, utilizado no preparo de sopas, etc.

Você já encontra a quinoa em grãos, farinha e flocos e está disponível em lojas de produtos naturais e alguns supermercados.

Vale a pena experimentar!

Verá brevemente receitas com quinoa aqui no blog.

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Granizado de Côco

500ml de leite de côco
100g de açúcar
2 rodelas de ananás
Hortelã a gosto ou menta

Dissolver o açúcar no leite de côco, mexendo bem. Verter num recipiente e levar a congelar por duas horas. Tirar do congelador e levar à liquidificadora. Voltar a congelar imediatamente a seguir, durante uma hora.

Cortar o ananás em pedaços. Deitar o granizado nos copos e decorar com o ananás e com as folhas de hortelã picadas.

Nota: A mim agrada-me mais bater o ananás com o leite de côco, logo no início quando se mistura também o açúcar, reduzindo-o a sumo. E o sabor fica ananás-côco.

sábado, 26 de abril de 2008

Óleo de piri-piri

Corta-se as pontas de algumas malaguetas, lava-se a dá-se um corte vertical, para as abrir. Colocam-se dentro de uma garrafa de conserva e enche-se a garrafa com óleo.

Deixa-se ficar por um ano, podendo agitar-se ocasionalmete a garrafa. Ao fim de um ano está pronto.

Gelado de Chocolate com Pimenta Chili

200g de chocolate para culinária
200gr de açúcar
2,5dl de natas bem geladas
1 colher de manteiga
5 colheres de sopa de óleo de piri-piri

Coloca-se o chcolate partido em pedaços, com a manteiga, o óleo e duas colheres de sopa de água no microondas, vai-se mexendo muitas vezes, até que ele derreta - atenção, é preciso mexer mesmo muitas vezes!

Batem-se as natas, e quando estiverem duras, vai-se juntando o açúcar sem parar de bater. Adiciona-se o chocolate já derretido, batendo sempre, e leva-se ao congelador.

Depois de uma hora, vai-se mexendo regularmente para quebrar a cristalização.

Couves de Bruxelas com Sidra

800g de couves de bruxelas cozidas
1 alho francês
1 maçã
2dl de sidra (substituí por sumo de maçã)
Sal e pimenta

Refogar o alho francês em fatias finas a a maçã cortada em pedaços. Temperar a gosto.
Juntar as couves de bruxelas, misturar bem e manter durante cinco minutos a cozinhar.
Deixar cozer um pouco e no fim incorporar o sumo de mação e desligar logo o lume.

Servir.

Espargos Brancos e Verdes com ovos em Cocotte


Ilustração da forma cocotte - serve para cozinhar ovos em banho-maria ou a vapor, ficam tipo ovos estrelados, podem ter a gema líquida ou não, dependendo do tempo e se a cozedura é travada com água fria ou não.

4 ovos
1 lata de pontas de espargos brancos
1 molho de espargos verdes
1 pacote de leite evaporado
50g de manteiga
Noz-moscada
Sal
Pimenta

Limpar os espargos verdes, retirando os talos gorssos. Cortar em pedaços médios, mantendo as pontas inteiras. Cozer 10 minutos num pouco de água a ferver. Escorrer e reservar.

Dar uma fervura ao leite evaporado e misturar com os espargos verdes (excepto 8 pontas que serão resevadas.

Deitar sal e pimenta e bater até reduzir a um creme fino. Passar pela varinha e manter em banho-maria.

Untar 4 formas ou cocottes com manteiga fria. Pôr no fundo as pontas de espargos inteiros e abrir um ovo em cima de cada uma, com cuidado para que a gema não se desfaça. Temperar com sal e noz-moscada e tapar com papel e alumínio untado. Cozer numa panela em banho-maria durante 5 minutos ou ao vapor, até a clara estar bem solidificada.

Retirar as cocottes do banho-maria, e mergulhar em água fria, para interromper a cozedura. Virar sobre os pratos. Cobrir com um pouco de molho dos espargos verdes e decorar com as pontas reservadas. Servir de imediato.

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Bimby - Bolo brigadeiro de microondas


4 ovos
1 lata de leite condensado
200 g de farinha
30 g de cacau em pó
70 g de chocolate em pó
40 g de chocolate em barra partido em pedacinhos
100 g de leite
100 g de oleo

Colocar a borboleta, os ovos e o leite condensado e programar 6 min, vel 3 (para a T31 vel 4).
Juntar o leite, o oleo e programar 10 seg, vel 3 (para a T31 vel 4).
Colocar a farinha, o cacau e chocolate em pó e o chocolate partido e programar 3 seg, vel 3 (para a T31 vel 4). No fim ajudei a misturar melhor com a espátula.
Colocar numa forma que vá ao micro-ondas e leva-lo ao micro 8 min, temp máxima.......

Virar o bolo. Ele fica com a cobertura e deixar ficar frio..........

Fonte: Fórum bimby, receita da Carocas.

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Pudim de Espargos e Mozarella

1/2 kg de espargos verdes
12 fatias de pão de forma sem casca
4 ovos
1/2l de leite
100g de margarina
100g de mozzarella
Noz-moscada
Pimenta a gosto

Untar o pão com a margarina de ambos os lados e polvilhar com noz-moscada, reservar.

Lavar, cortar e cozer os espargos. Escorrer e reservar. Bater os ovos e misturar com o leite. Deitar pimenta e juntar a mozzarella. Untar uma forma de bolo inglês grande com manteiga.

Cobrir o fundo com 3 fatias de pão. Adicionar espargos e uma parte da mistura de ovos. Repetir a operação fazendo 3 camadas deixando que o pão fique embebido no líquido. Acender o forno a 180ºC. Quando estiver quente, introduzir o pudim e manter no forno 20 a 30 minutos. Desenformar morno e servir.

Poderá ser cozido a vapor, em vez de ir ao forno.

Molho Inglês

20 gemas de ovo
200 g de açúcar
1 l de leite
1 casca de limão

Num passador de rede fina colocam-se as gemas de ovos e deixam-se escorrer para dentro de uma tigela. Junta-se o açúcar e bate-se um pouco. Põe-se um recipiente ao lume com o leite e a casca de limão, até levantar fervura. Deixa-se arrefecer um pouco e deita-se sobre as gemas mexendo rápidamente com a colher de pau. Volta ao lume, em banho maria, mexendo sempre para cozer as gemas e engrossar (não se pode deixar ferver para não talhar os ovos). Passa-se novamente pelo passador para dentro de outro recipiente frio (para não talhar), deixe arrefecer, e está pronto a servir.

Fonte: Receitas e Menús

Molho Tártaro

Pique bem um ovo cozido, uma colher de (sopa) de alcaparras, dois pepinos de conserva e meia cebola, misture tudo com um copo de maionese. Sirva fresco.

Molho de Morango

Passe morangos ou groselhas com a varinha mágica juntamente com duas colheres (sopa) de sumo de limão. Tempere com sal, adicione salsa picada e ligue o molho com azeite virgem extra.

Molho holandês

Bata três gemas de ovo e leve ao lume em banho-maria. Incorpore 20g de manteiga derretida no micro-ondas. Vá batendo com uma varinha de claras e adicione o sumo de meio limão. Adicione temperos a gosto

terça-feira, 22 de abril de 2008

Molho de azeitonas

Deite no copo misturador dois dentes de alho, algumas azeitonas pretas sem caroço e um raminho de salsa. Tempere com especiarias a gosto uma colher de chá de sumo de limão, e com a misturadora a trabalhar vá deitando azeite em fio, para ligar.

Combina bem com espargos grelhados, por exemplo. É bastante agradável também para barrar pão.

Bolo de Cenoura e Nozes

1 chávena de cenoura ralada
1 chávena de nozes sem casca picadas
1/2 chávena de manteiga
4 ovos
2 chávenas de farinha integral
1 pacote de fermento
1 colher de sopa de canela
1 chávena de açúcar mascavado

Pré aquecer o forno a 200ºC. Derreter a manteiga no microondas. Bater os ovos com o açúcar, incorporar a cenoura ralada, a canela, as nozes picadas e a manteiga derretida.

Misturar bem, adicionar a farinha com o fermento e voltar a misturar. Untar uma forma comprida com manteiga e polvilhar com farinha.

Verter a mistura para s massa e deixar repousar durante poucos minutos. Introduzir no forno a 180ºC de 50 a 60 minutos, até que a massa esteja cozida.

Deixar arrefecer e servir.

Verduras no Forno com Molho de Mostarda

Para o forno:
2 tomates
1 courgette
1 molho de espargos
2 cebolas
2dl de azeite
1 colher de sopa de orégãos

Para o molho:
1dl de azeite
1 colher de chá de mostarda
1 colher de chá de vinagre
1/2 cebola ralada
Queijo ralado a gosto
Pimenta

Lavar e cortar em fatias os ingredientes para o forno. Deixar os espargos em pedaços grandes. Dispôr num pirex, polvilhar com os orégãos, regar com o azeite e levar ao forno 30 minutos, virando a meio da confecção.


Entretantoo fazer o molho Desfazendo a cabola no almofariz e misturando bem com todos os ingredientes. Retirar os vegetais do forno e regar com o molho, polvilhando com o queijo ralado.


Dicas: O molho pode ser confeccionado com um dente de alho esmagado, em vez da cebola, caso seja para acompanhar uma comida cofeccionada com alho, ou sem alho nem cebola.

Eu cozinho os vegetais a vapor por 25 minutos (10 para a água ferver +15 mesmo a cozer) E só no fim levo ao forno, já polvilhados com o queijo ralado, só com o grill, durante 5 a 10 minutos.

Feijão Verde com Molho de Iogurte

400g de feijão verde cozido, em pedaços
250ml de iogurte grego ou Kefir
1 colher de chá de raspa de limão
1 colher de chá de açúcar mascavado (usei branco mesmo!)
50 g de cajus (usei amendoim!) picados
pimenta e piri-piri a gosto
Sal para quem não dispensa

Misturar todos os ingredientes menos o feijão. Dispôr o feijão verde num prato de servir e regar com o molho obtido.

Guisado de Feijão e Acelgas

200g de feijão
150g de folhas de acelgas
1 folha de louro
1 dente de alho
40g de amêndoas
40ml de leite
1 tomate
1 colh. (sopa) de pimentão doce (colorau) ou massa de pimentão
1 colh. (sopa) de vinagre
Pimenta e cominhos a gosto
Azeite

Demolhar o feijão na véspera. Cozer com bastante água e uma folha de louro, até que esteja tenro.
Descascar o tomate, tirar as grainhas e cortar. Limpar as acelgas e cortar em pedaços. Juntar estas à panela, temperar com pimenta e cominhos, manter em lume médio.

Fritar o alho e as amêndoas numa frigideira com um pouco de azeite quente. Passar para um almofariz, esmagar e diluir no vinagre. Misturar com o pimentão. Quando as acelgas estiverem prontas, incorporar a preparação do almofariz, o sal, a pimenta e manter a confeção 5min. Retirar, regar com azeite a gosto, repousar e servir.

Dica: Para enriquecer, pode juntar um alho francês e uma cenora refogados em fatias.

Fonte: CozinhaDez

Pele saudável

Pêssego

Esta deliciosa fruta é muito rica nas três vitaminas antioxidantes (A,C e E) pelo que é bastante útil para travar a acção dos radicais livres e cuidar da nossa pele (para além de prevenir diversas doenças). Se bem que contém glúcidos (frutose e glucose), o seu conteúdo calórico é moderado, pelo que pode ser incluído em dietas de emagrecimento.

Tomate

Um alimento bem presente na dieta medirrânica e muito consumido nos meses de calor em sumo, gaspacho, salmorejo, saladas... É um grande aliado da nossa pele (e da nossa saúde em geral) devido ao seu alto conteúdo em licopeno, um micropigmento da família dos carotenóides, que é o responsável pela cor vermelha do tomate e que tem um altíssimo poder antioxidante.

Cenoura

É sabido que as cenouras são boas para os olhos e para a pele. Esta característica deve-se ao elevado conteúdo em betacaroteno ou provitamina A, um poderoso antioxidante. As cenouras são, ainda, ricas em saudáveis nutrientes, como o ácido fólico, vitamina C, fibra, ferro, potássio...que beneficiam a nossa saúde.

Fonte: CozinhaDez

Como Eliminar Gorduras

Frutas como a papaia e o ananás, para além de conterem importantes vitaminas e minerais, possuem enzimas (papaína e bromelina), que facilitam a digestão assim como a eliminação de gorduras.

Fonte: CozinhaDez

Bons para o Coração

Frutos Secos

Contêm nutrientes cardiosaudáveis e, em particular no caso das nozes, uma elevada quantidade de ácidos Ómega 3.

Abacate

A sua elevada percentagem de ácidos monoinsaturados converte-o num alimento cardiosaudável. Além disso, contém vitaminas B6, E e C, e minerais como o potássio e o magnésio, todos eles muito benéficos.

Azeite

Sem exceder o seu consumo, pelas calorias, é uma das matérias gordass que ajuda a cuidar do coração e das artérias.

Fonte: CozinhaDez

domingo, 20 de abril de 2008

Bolo de Legumes

300 g de legumes à escolha
1 cebola grande ralada
4 dentes de alho esmagados
½ chávena de óleo
2 chávenas de leite
2 chávenas de farinha
2 ovos
sal q.b.

Coza os legumes que quiser. Faça um refogado com a cebola e o alho e junte-lhe os legumes escorridos, deixando apurar durante 3 minutos.

À parte, misture o óleo, o leite, a farinha, os ovos e o sal, que se envolvem muito bem com os legumes.

Vai ao forno médio durante 30 minutos, num tabuleiro próprio, untado.

Fonte: Jornal da Bairrada Online

Seitan com abóbora e Batata doce

8 fatias de seitan
500 g de abóbora
500 g de batata doce
1 cebola média ou 3 dentes de alho, esmagados
1 pimento verde
0,5 l de caldo vegetal (onde tenha cozido legumes)
sal, pimenta e louro a gosto
2 c. de sopa de sementes de linhaça

Tempere as fatias de seitan com sal, pimenta, louro e alho (caso não pretenda usar cebola).

Corte o pimento em tiras, a abóbora e a batata doce em cubos e a cebola em rodelas(caso não tenha usado o alho).

Coloque as fatias de seitan num tabuleiro de cozer a vapor, e disponha os vegetais em cima ou ao lado. Regue com o caldo vegetal.

Salpique a superfície com tomilho fresco ou seco, e coza a vapor por 30 minutos, levando depois ao forno por 15 minutos, em lume brando. Nos últimos minutos, retire do forno e polvilhe com sementes de linhaça. Introduza novamente no forno e complete o tempo.

Pode ser também cozido no forno durante 45 minutos a lume brando.

Acompanhe com arroz integral.

Sopa de Cogumelos

½ kg de cogumelos
2 batatas
2 dentes de alhos
1/2 litro de leite
1 c. de sopa de natas


Numa panela com água e sal deite os cogumelos as batatas cortadas aos cubos pequenos e os alhos e leve a cozer. À parte desfazer 2 colheres de sopa de farinha no leite, deitar sobre os cogumelos e deixar ferver uns 11 minutos.

Rectificar os temperos, acrescentar as natas e salpicar com a salsa picada.

Fonte: Jornal da Bairrada Online

Bolo de espinafres

1 c. de sobremesa de alecrim
1 c. de sopa de azeite
2 batatas
2 cebolas
4 cenouras
1 molho de espinafres
1 chávena de farinha de trigo
0,5 chávena de farinha maizena
1 c. de sopa de fermento
2 copos de leite
3 ovos
0,5 Kg de queijo ricota
sal q.b.

Descasque as batatas e as cenouras, lave-as e leve-as a cozer numa panela com água a ferver durante 20 minutos. Passe-as por água fria, cortando em seguida as cenouras em cubinhos pequenos e passando as batatas pelo passe-vite, de modo a obter um puré.

Lave e escolha as folhas de espinafres e coza-as em água a ferver durante 5 minutos. Pique o espinafre grosseiramente e reserve. Num recipiente coloque o leite, as gemas, a maizena, o fermento, a cebola picada, misturando bem e temperando com sal.

Junte a farinha aos poucos e vá mexendo até obter um creme homogéneo. Junte o espinafre, os cubos de cenoura cozida, o alecrim fresco, a ricota e mexa muito bem. Envolva delicadamente as claras em castelo e rectifique os temperos.

Unte uma forma e disponha sobre ela cuidadosamente o preparado, levando a forno médio pré-aquecido durante aproximadamente 30 minutos.


Fonte: Jornal da Bairrada Online

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Meet your meat

Parte 1



Parte 2

Cheesecake

2 Pacotes de queijo Philadelphia ( ou outro mas que seja em creme e sem sabores)
1 Pacote de natas
4 Folhas de gelatina
1 Chávena de café de leite
1 Pacote de bolacha Maria
150 grs de margarina
Açúcar a gosto
Doce de frutos silvestres

Na 123 desfazer a bolacha e depois misturar com a Margarina até obter uma massa consistente para forrar o fundo de uma forma (a forma deve ter o fundo amovível)
Bater as natas sem açúcar até ficar em chantilly. Colocar as folhas da gelatina de molho. Depois de demolhadas aquecer a chávena de leite e derreter lá a gelatina. Colocar o queijo na batedeira e juntar as natas e o leite com a gelatina e o açúcar a gosto. Deixar misturar um pouco e depois verter sobre o preparado de bolacha colocar no frigorifico de um dia para o outro. Pouco tempo antes de servir colocar doce por cima a gosto.

Caril de cogumelos

400g de cogumelos frescos ou de lata lavados e fatiados
1 colher (sopa) de manteiga
1 cebola picada miudamente
1 colher (chá) de caril em pó
2 dl de natas
1 gema de ovo
Passas sultanas e cubinhos de ananás
Pimenta a gosto

Aqueça a manteiga e junte a cebola picada. Deixe alourar. Junte os cogumelos e deixe cozinhar, em lume brando até que se evapore a água que entretanto largam. Junte a pimenta.

À parte, numa tigelinha, misture as natas com a gema e o caril em pó. Deite no tacho e, suavemente, sem parar de mexer com uma colher de pau, deixe espessar.

Junte sultanas e alguns cubinhos de ananás de conserva, previamente escorrido.

Gelado de Chocolate Branco

200g de chocolate branco
150g de açúcar
1 colher rasa de café solúvel (facultativo)
150g de leite
2 ovos
700g de natas



Colocar o açúcar e o chocolate na picadora até desfazer. Juntar numa taça com o café, o leite e os ovos, misturar e levar ao microondas, tendo o cuidado de ir abrindo e mexendo. Após três minutos, retirar e bater um pouco.

Juntar as natas, batendo e Colocar em recipiente para levar ao congelador. Passada uma hora no congelador mexer o gelado para que não cristalize. E levar a congelar novamente.

Na bimby:
Triturar o açúcar e o chocolate em velocidade 10.
Juntar o café, o leite e os ovos e programar 6 minutos, 90º, velocidade 5.Quando acabe o tempo, bater uns segundos sem temperatura.
Juntar as natas (e o conhaque se se deseja) e misturar uns segundos em velocidade 10. Colocar num recipiente e levar ao congelador. Passada uma hora mexer o gelado para que não cristalize e levar novamente ao congelador até que esteja completamente
congelado.

Fonte: Forum Bimby

terça-feira, 15 de abril de 2008

Bimby - "Fiambre" de Seitan

350 g Seitan em pedaços
50 g de óleo (1/2 medidas)
3 dentes de alho
50 g de leite desnatado (1/2 medidas)
2 queijinhos desnatados
100 g de tomate triturado
2 ovos
Sal e pimenta

Põem no copo o óleo e programa-se 3 minutos em temperatura Varoma e velocidade. 1. Deitam-se os 3 dentes de alho através do bocal. Seguidamente, incorporam o resto dos ingredientes e misturam na velocidade 5, ajudando com a espátula, até estar uma mistura homogénea (não ponha todo o leite, no princípio, até a ver se admite, dado que não deve ficar uma mistura clara).

Põem a mistura numa manga de pasteleiro sem boquilha (pondo uma pinça em cada extremidade de modo que não saia) e deixa-se descansar no frio durante 30 minutos pelo menos. Corte quadrados de película transparente e vá pondo no centro um pequeno rolo da mistura anterior. Envolva com o papel e coloque na bandeja do Varoma. Reserve.

Coloque água no copo, e coloque a cozer a vapor por 25 min, temp varoma, vel 1.

Depois de estarem cozidos desembrulha-se a película aderente e cortam-se os rolinhos em fatias.

Happy Food

Alimentos que reduzem a ansiedade

Bananas maduras - Participam no equilíbrio do sistema nervoso devido ao conteúdo em potássio.

Gérmen de trigo - Rico em magnésio, equilibra o sistema nervoso e intervém na absorção de gorduras, açúcares e proteínas.

Amêndoas cruas - Combate o desgaste físico e psicológico devido ao ferro. Recomenda-se a ingestão de 20 amêndoas por dia.

Espinafre - Como todos os vegetais, tem uma grande quantidade de vitaminas do complexo B, alé de vitamina A. Ajuda a atenuar o stress, e é mais eficaz se consumido cru em salada.

Passas de uva - Ricas em fósforo, cálcio, magnésio, cobre e vitamina B, este fruto seco é perfeito para a diminuição do stress e é particularmente indicado para fumadores.

Sementes de girassol - Ricas em potássio e magnésio, são um excelente aliado no combate ao stress. Aconselha-se por dia, uma taça destas sementes juntamente com passas de uva.

Paella Vegetariana

200g de arroz
100g de favas (facultativo)
80g de couve-flor
1 cenoura pequena
1 alho francês pequeno
1 pimento vermelho
1 courgette
1 tomate maduro
3 dentes de alho picados
40ml de azeite
1 colher de sobremesa de açafrão em pó
1,5L de água

Retire as sementes do tomate. Esmague os dentes de alho. Corte as cenouras, o alho francês, o pimento e a courgette em cubos pequenos. Junte todos os legumes. Numa paella (frigideira sem pegas, com pouca profundidade) aqueça o azeite, aloure o alho e os legumes durante 10 minutos. Junte o arroz, o açafrão, a água e deixe cozer durante 25 minutos.

Omelete Doce com Amoras

4 ovos
4 colheres de sopa de açúcar
1 colher de sopa de farinha sem fermento
1 colher de sopa de açúcar em pó
1 colher de sobremesa de canela em pó
100g de amoras
2 colheres de chá de manteiga

Separe as claras e a gemas dos ovos. Misture as gemas com o açúcar até formar um creme esbranquiçado. Bata as claras em castelo. Junte-lhesa farinha, as gemas e o açúcar. Misture delicadamente.

Unte uma frigideira anti-aderente com manteiga e espalhe a massa em lume brando até alourar dos dois lados. À parte, salteie as amoras durante cinco minutos polvilhando com açúcar. Recheie a omelete com as amoras. Decore com açúcar em pó e canela.

Fonte: Revista Happy Abril/2008

Gaspacho

Muito popular no sul de Espanha (nomeadamente, na Andaluzia, na Estremadura, em Múrcia em Castela-La Mancha e no País Valenciano), no sul de Portugal (Alentejo e Algarve), bem como no México e outros países centro-americanos. É geralmente produzido e consumido no verão.

É um prato que permite o uso de diversos ingredientes criando variações que vão desde receitas picantes até algumas mais suaves.

Em Portugal, o gaspacho é oriundo das regiões do Alentejo e do Algarve. Normalmente, não é integralmente triturado, sendo apenas efectuado o corte dos ingredientes em pedaços relativamente pequenos, aos quais se adiciona o pão (alentejano ou algarvio), em pedaços ligeiramente maiores, no final, antes do tempero com azeite, vinagre e sal a gosto. Para que fique mais frio, é comum serem adicionados cubos de gelo.

As receitas espanholas, geralmente, são preparadas através da trituração integral de todos os ingredientes, ficando o preparado final com aspecto de um puré cremoso rosado. São conhecidas em Portugal pelo nome de "Gaspacho à andaluza".

Fonte: Wikipédia.org

1Kg de tomate
1 pepino
1 cebola roxa
4 dentes de alho
1/2 pimento verde
10ml de vinagre
40ml de azeite extra-virgem
1/2 limão
pimenta preta moída q.b.
Orégãos q.b.
Sal q.b.
200g de pão

Retire a pele e as sementes do tomate e do pepino. Titure todos os legumes com uma batedeira até formar um puré espesso. Tempere o líquido com sal, pimenta preta, orégãos, azeite e sumo de meio limão.

Sirva fresco com pão tostado.

Nota: fica mais agradável se os ingredientes forem colocados no frigorífico até ao momento de preparar.

Fonte: Revista Happy, Abril 2008

Tataki de Seitan com Ananás

400g de seitan em fatias finas
4 rodelas de ananás em calda
1 colher de sobremesa de caril
1 colher de sopa de manteiga
Pimenta q.b.

Tempere o seitan com sal e pimenta. Grelhe dois minutos em lume forte numa frigideira antiaderente, voltando dos dois lados, até ficar dourado. Grelhe também as fatias de ananás.

À parte, derreta a manteiga juntamente com o caril, até formar um molho espesso. Alterne uma porção de seitan com uma fatia de ananás e cubra com o molho.

Beringela Gratinada com Tofu

2 Beringelas
1 ramo de salsa
300g de Tofu
40 ml de azeite
3 dentes de alho picados
orégãos q. b.
Temperos (especiarias, ervas aromáticas)


Lave as beringelas e corte-as ao meio, na horizontal. Fure o seu interior com um garfo e tempere a seu gosto. Grelhe-as durante dois minutos. À parte, esmague o tofu com os dedos e tempere com azeite, alho, especiarias do seu gosto e salsa; até formar uma pasta. Cubra as beringelas com a pasta e leve ao forno a uma temperatura de 200º durante 10 minutos. Polvilhe com orégãos.

Substituindo o forno, poderá também cozinhar este prato no vapor. Não ficando dessa forma gratinado, preserva, no entanto, muito mais o sabor dos alimentos.

Nota: Eu pessoalmente, não gosto de comer tofu. Substituí por queijo. Fica bem o mozzarella, feta, requeijão, queijo de Kefir, ou qualquer outro do seu gosto.

Fonte: Revista Happy Abril/2008

Cogumelos com Tâmaras

2 latas de cogumelos inteiros
50 a 100g de tâmaras
1 queijo mozzarella
coentros ou salsa
Azeite
alho

Picar o alho a os coentros ou salsa e refogar no azeite. Juntar os cogumelos inteiros e refogar até ficarem dourados. Juntar as tâmaras e envolver tudo muito bem.

Por fim juntar o queijo em cubos, misturando até derreter.

Este prato fica doce. Acompanha bem com arroz branco ou de cenoura e salada.

sábado, 12 de abril de 2008

Mousse Lassi de Côco

6 folhas de gelatina/1 colher de sopa de ágar-ágar
1 lata de leite de côco (400g)
70g de açúcar
135g de Kefir ou iogurte natural
2 gotas de água de rosas(facultativo)
1 pitada de cominhos em pó
umas gotas de sumo de limão
côco para polvilhar


Demolhar a gelatina 5minutos em água fria. Colocar 50ml de água a ferver e dissolver aí a gelatina demolhada e espremida.

Colocar num copo misturador, dicionar os restantes ingredientes e programar 3min, vel5.

Colocar em tacinhas ou numa taça de servir e levar ao frio. Quando solidificar polvilhar com côco ralado e servir.

Na Bimby:
Demolhar a gelatina 5minutos em água fria. Colocar 1/2 copito-medida de água na bimby e progr 1 min, varoma, vel. colher. Deitar lá a gelatina demolhada e espremida e programar mais 1 min, 100º, vel 3.
Programar 1min, vel5 e deitar o leite de côco com a bimby a trabalhar.

Adicionar os restantes ingredientes e programar 3min, vel5.

Colocar em tacinhas ou numa taça de servir e levar ao frio. Quando solidificar polvilhar com côco ralado e servir.


Nota:Para a quantidade de gelatina a colocar aconselho a consultar a embalagem e ver a quantidade aconselhável para 1/2 litro de líquido, pois difere de marca para marca. Não uso a água de rosas, é dispensável, mas se alguém conhece o sabor do verdadeiro lassi, a bebida indiana, e quiser que fique semelhante, deve usar.

Salada de Beterraba

2 beterrabas cruas ou cozidas
1 cenoura crua
1/2 lata de milho
1 tomate
Queijo a gosto (eu uso o queijo de Kefir, mas pode ser queijo branco de barrar, queijo fresco, flamengo, requeijão, qualquer um)

Colocar a cenoura e a beterraba em pedaços na picadora e ralar. Adicionar o tomate e o queijo e picar por mais uns segundos. Deitar na taça de servir e envolver o milho com uma colher.

Para fazer na Bimby:
Colocar a beterraba e a cenoura no copo 5seg, vel5. Juntar o tomate e o queijo, 5seg, vel 5. Adicionar o milho e misturar com a espátula.

Funciona bem como molho frio para massas, para salada de acompanhamento e para acepipes de festas.

Ensopado de Grão com Alho-Francês

1 cebola grande
1 alho francês grande
50g de azeite
1 colh sobremesa de óleo de piri-piri ou molho tabasco
5g de coentros em pó
5g de cominhos em pó
1 lata de grãos previamente cozidos
Coentros frescos picados

Cortar o alho francês em rodelas. Descascar e picar a cebola. Numa frigideira colocar a cebola, o alho francês em rodelas, 30g de azeite, o óleo piri-piri, os cominhos e coentros em pó e 50ml de água. Refogar uns minutos com tampa.

Juntar os grãos cozidos escorridos e cozinhar por mais 5 minutos com tampa, retirando a tampa no último minuto.

Polvilhar com os coentros frescos e com 20g de azeite e misturar.
Servir

Para fazer na Bimby:
Cortar o alho francês em rodelas. Descascar a cebola, colocar no copo 5seg, vel 5. Adicionar o alho francês em rodelas, 30g de azeite, o óleo piri-piri, os cominhos e coentros em pó e 1/2 copinho-medida de água; 7min. varoma, vel colher.

Juntar os grãos cozidos escorridos e programar mais 5min, 100º, colh. inversa.

Polvilhar com os coentros frescos e com 20g de azeite e misturar com a espátula.
Servir

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Barritas de cereais

150g de flocos de aveia
90g de ameixa seca ou passas, ou outro fruto seco do vosso gosto
Amêndoa laminada a gosto
120g de açúcar branco
10g de açúcar mascavado (ou amarelo se preferirem)
65g de flocos de arroz (tipo arroz crocante, existe de chocolate e simples)
12g de margarina
60g de água
10 gotas de sumo de limão
2g de canela em pó

Juntar o açúcar branco com a água e o sumo de limão, ferver 5 minutos.

Juntar o açúcar amarelo e a margarina, mexer.

Adicior por ordem:

Aveia
Flocos de arroz
Ameixa (triturada)
Canela
Amêndoa laminada
Mexer tudo e deixar arrefecer ligeiramente.

Moldar.

Para moldar eu uso um truque: corto um quadrado de plástico aderente (onde ficará embrulhada a barrita) deito no centro uma porção da mistura, seguro um dos lados e coloco por cima, aqui aperto a barrita e dou-lhe a largura que eu quiser. Depois vou dobrando as restantes extremidades para deixar tudo bonitinho. No fim faço-a rolar um pouco na bancada, para ficar redonda.

A rapidez com que se colocam os cereais na água vai determinar se as barritas ficam moles ou estaladiças, por isso, tenha tudo à mão, para deitar depressa.

Qualquer cereal ou fruto seco pode ser substituido por outro semelhante, a gosto.

Para fazer daquelas barritas que têm chocolate, basta derreter um chocolate do vosso gosto, e depois de ter moldado, despejar uma cobertura de chocolate por cima e deixar secar antes de envolver no plástico.

domingo, 30 de março de 2008

Viagem à Índia - Dal makhani (Lentilhas pretas guisadas)

450g de lentilhas pretas
4 tomates maduros
4 dentes de alho
25cl de natas
30g de gengibre
2 malaguetas verdes
1/2 colh. (sopa) de pimenta de cayena
3 colh. (sopa) de fokhas de coentro
1/2 chávena de manteiga derretida ou ghee


Colocar as lentilhas previamente demolhadas numa caçarola com 1 e 1/2 litros de água fria. Levar a ferver, tapar e cozer, em lume brando, até que estejam tenras (entre 25 e 35 min.). Trabalhar com uma varinha mágica até as converter num puré irregular. Colocar de parte.

Amassar os dentes de alho e o gengibre num almofariz, até obter uma pasta fina. Saltear durante 2 ou 3 min. com a manteiga, numa caçarola larga.

Acrescentar as malaguetas verdes cortadas em rodelas finas, os tomates sem pele, sem sementes e muito picados e a pimenta de cayena. Refogar durante mais 5 min.

Juntar as lentilhas, tapar e cozer durante 10 min em lume brando, mexendo com fgrequência. Adicionar os coentros picados e as natas. Dar a última fervura e servir.


Pode ser feito com outro tipo de lentilhas, mas fica diferente.

sábado, 29 de março de 2008

Viagem à Índia - Chapati (Pão Indiano)

1 xícara de chá de farinha de trigo integral
1 xícara de chá de farinha de trigo
1/2 colher de chá de sal
3/4 de xícara de chá de água morna
3 colheres de sopa de ghee ou manteiga



Foto: farinha para chapati, comprada em mercearia indiana, é a mistura das duas farinhas acima, mas um pouco diferente, o farelo é mais pequeno, menos visível.


Chapatis são o pão indiano por excelência. Baseando-se neste receita pode fazê-los também aromatizados de pimentos, paprika, pimenta, canela, etc...

Podem ser recheados com comida salgada, ou doce, embora a tradição seja usá-los como acompanhamento de refeição.


Numa tigela, misture as farinhas e o sal. Adicione a água e trabalhe bem a massa até que não grude nas mãos. Se estiver muito seca, acrescente aos poucos, mais água morna para que a massa fique bem fofinha.







Polvilhe uma superfície lisa com farinha de trigo e trabalhe bem a massa até que fique elástica. Faça uma bola, coloque numa tigela ligeiramente untada com óleo e cubra com um pano úmido. Deixe descansar por 30 minutos.

Mais uma vez, polvilhe com farinha uma superfície lisa, trabalhe a massa mais uma vez e divida em 10 a 12 bolas.




Abra as bolinhas em discos bem fininhos com um rolo de macarrão.








Aqueça uma frigideira anti-aderente grande, com um pouco de ghee e coloque os discos, um por vez, cozinhe até que inche, cerca de 1 minuto.





Vire e cozinhe mais uns segundos, até dourar. Espalhe ghee num dos lados do pão, e coloque numa cestinha. Cubra com um pano para mantê-lo aquecido até a hora de servir.





OBS: Ghee é a manteiga indiana, pode-se usar manteiga normal. Este pão é também conhecido por apa, pelo menos em Portugal.


Fonte: http://www.pratofeito.com.br/

Quesadilla - México



Tortilla:
2 xícaras de farinha de trigo
½ xícara de água morna
2 colheres (sopa) de gordura vegetal
sal q.b.

Recheio:
200 g de queijo cheddar ou outro
2 tomates cortados em cubos
2 colheres (sopa) de mostarda
1 cebola picada
200 g de cogumelos
salsinha e cebolinha


Prepare a massa misturando bem os ingredientes. Deixe descansar por 20 minutos e divida em 6 bolas (ping pong). Com a ponta dos dedos vá abrindo a massa para formar um disco de 10 cm de diâmetro. Coloque um pouco de farinha em um plano de trabalho e com o rolo para massas abra os discos com 20 cm. Aqueça uma chapa ou frigideira antiaderente e coloque um disco, grelhe por 1 minuto cada lado, termine os discos restantes e reserve.

Fatie os cogumelos e refogue em uma colher de manteiga juntamente com a cebola. Reserve. Coloque 3 tortillas em um plano de trabalho e pincele com um pouco de mostarda, salpique com 1/6 do queijo, coloque um pouco de tomates picados e um pouco da mistura de cebola/champignons. E salpique com a salsinha e cebolinha e acrescente mais 1/6 do queijo e cubra tudo com outra tortilla. Leve cada (sanduiche) quesadilla à frigideira em fogo médio e doure , vire e doure o outro lado. Corte em fatias e sirva.

Fontes:
http://www.elise.com/
http://culinaria.terra.com.br/

quinta-feira, 27 de março de 2008

Bimby - Tortilha de restos



Algumas batatas cozidas ou assadas no forno, ou fritas com o respectivo molho, se tiverem
4 a 5 ovos
Restos
Temperos a gosto


Encontrar um tabuleiro que caiba na Varoma e que possa ir ao forno, partir para lá os ovos e bater, juntar as batatas em pedaços e o respectivo molho. Adicionar temperos a gosto (eu juntei colorau, orégãos, piri-piri, pimenta preta) e juntar os restos, de carne ou peixe ou uns cogumelos de lata, eu hoje juntei rebentos de soja, e misturar tudo. Colocar +/- 800gr de água no copo da Bimby, programar 25min. temp. Varoma, vel. 1 e colocar a Varoma por cima, com o tabuleiro dentro.

No fim levar ao forno só com gril para gratinar por cima, ou, para quem já domina, também pode ir ao micro-ondas. Eu não arrisco o meu almoço assim!

Pode levar também queijo ralado por cima e algumas azeitonas.


Ir ao forno no fim não é essencial, só para quem gosta que fique dourado por cima.
Para tirar a tampa da varoma e a condensação não cair toda em cima da tortilha acabada de fazer, basta tirar sempre na posição em que ela estava e pousar em cima de um pano de cozinha.

Chili - México

500 gr de cogumelos e palmito (proporções a gosto, pode levar mais algum ingrediente - courgette, beringela, cenoura, etc...)
0,5 dl de óleo
25 gr de margarina
1 cebola
2 colheres de sopa de polpa de tomate
1 dl de caldo de legumes
malaguetas vermelhas
Sal q.b.


Leve ao lume a margarina com o óleo, junte a cebola picada, os cobgumelos e o palmito. Deixe refogar até ficar desfeita, adicione a polpa de tomate e o caldo de legumes, tempere com sal e deixe cozer durante 10 minutos. Junte as malaguetas e deixe cozer durante mais 10 minutos em lume brando. Retire e rectifique o tempero.

Guacamole II - México

2 Tomates, grandes e bem maduros
2 Cebolas
2 grandes Pêras Abacate, grandes e bem maduras (de preferência com casca preta e rugosa)
Meio molho de Coentros
Sal q.b.
3 tiras de Jalapeños (malagueta)

Picam-se as cebolas e os coentros finamente e cortam-se os tomates em cubos pequenos. Cortam-se as pêras abacate ao meio, retira-se a polpa e esmaga-se com um garfo, à qual se junta a cebola, o tomate, os coentros e, se se desejar, os jalapeños picadinhos. Tempera-se de sal e mistura-se tudo muito bem. Serve-se acompanhado de tortilha chips.

Frijolitos Refritos - México

Feijão Preto (500 g)
Água (5 l)
Louro (1 folha)
Orégão Seco (1 colher de chá)
Sal grosso (1 colher de chá)
Cebolas (2), grandes
Óleo (8 colheres de sopa)
Queijo de Cabra (1), ralado


Leva-se o feijão a cozer com o louro, os orégãos, o sal e 3 colheres de óleo nos 5 litros de água durante cerca de 2 horas (em panela normal). Coam-se e reserva-se o caldo da cozedura. Picam-se finamente as cebolas e fritam-se no restante óleo até ficarem transparentes. Esmagam-se os feijões com um garfo e juntam-se à cebola, deixando fritar até se obter um puré consistente. Se se deseja pode-se acrescentar um pouco do líquido da cozedura para ficarem um pouco mais soltos. Serve-se polvilhado com o queijo ralado.

Burrito - México

250 g de feijão encarnado.
30 g de manteiga
2 cebolas grandes
2 courgettes e 1 beringela descascadas e em pedacinhos pequenos, ou então 250g de cogumelos frescos tb em pedacinhos
1 dl de polpa de tomate,
1 colher de café de cominhos
1 piripiri
8 crepes,
40 g de queijo ralado.

Ponha de molho em água 250 g de feijão encarnado. Depois de demolhado, coza-o na mesma água. Derreta 30 g de manteiga junte 2 cebolas grandes picadas, deixe alourar e junte as courgettes e beringelas. Deixe alourar também.

Adicione 1 dl de polpa de tomate, 1 colher de café de cominhos e 1 piripiri (aberto ao meio e sem sementes). Junte os feijões cozidos e escorridos e 1,5 dl da água da sua cozedura. Deixe cozer e apurar.
Prepare 8 crepes, como se diz na página anterior e recheie-os com o preparado de feijão.

Enrole e disponha-os num prato que possa ir ao forno. Espalhe sobre os crepes 40 g de queijo ralado.
Leve ao grelhador durante 5 minutos ou até o queijo derreter.
Uma salada de alface temperada com maionese é o melhor acompanhamento para este prato.

Bolo de Cenoura com nozes

1,5 cháv. de chá de farinha
1 colh. café de fermento em pó
1 colh. de chá de canela em pó
1 pitada de noz moscada ralada
1/2 colh. café de sal
2 cháv. de chá de açúcar
1 cháv. de chá de óleo
4 ovos
2 cháv. de chá de cenouras raladas
250 gr de miolo de noz picado grosseiramente

Numa taça, misture o óleo com o açúcar. Junte os ovos e bata bem. Acrescente a farinha, com o fermento, a canela, a noz moscada e o sal. Junte o miolo de noz e a cenoura, mexendo bem. Unte com margarina e polvilhe com farinha uma forma e deite-lhe a massa dentro. Leve ao forno, previamente aquecido, durante cerca de uma hora e um quarto, nos 180ºC. Deixe que o bolo arrefeça dentro da forma.

Há muito tempo, eu tinha o hábito de fazer este bolo, mas perdi a receita. Agora finalmente encontrei na net :) vou já fazer!

Fica super fôfo e estaladiço por cima.

Mingau - Doce de Tapioca - Brasil

250g de farinha de tapioca
1 lata de leite de côco
100 g de côco ralado
2 litros de leite gordo
açúcar a gosto

Colocar a farinha com um chávena de água para amolecer a tapioca que entretanto absorve absorve a água toda.
Pôr ao lume com o leite pré-aquecido.
Deixar cozinhar em lume brando durante o tempo necessario para engrossar e ir mexendo para não pegar ao tacho, juntar o côco, o leite de côco e o açúcar a gosto.

Fainá - América do Sul

300 gr de farinha de grão-de-bico
2 colher(es) (sopa) de farinha de trigo
Sal
quanto baste de pimenta-do-reino branca moída(s)
2 colher(es) (sopa) de óleo de soja
600 ml de água

Misturar tudo e deixar descansar meia hora. Colocar 2 colheres de óleo em assadeira grande, colocar a massa e levar a assar em forno bem quente.

Arepas - Venezuela

1 xícara(s) (chá) de farinha de milho amarela
1/2 colher(es) (sopa) de sal
1 colher(es) (café) de pimenta-do-reino branca moída(s)
1 colher(es) (sopa) de alho em pó
1/2 colher(es) (sopa) de fermento químico em pó
1 unidade(s) de ovo
1 xícara(s) (chá) de água fervente
quanto baste de mussarela ralada(s)
quanto baste de manteiga

Numa tigela, misture a farinha de milho, o sal, a pimenta e o fermento. Acrescente o queijo e misture mais um pouco. Com um garfo misture a massa adicionando a água fervente. Junte o ovo e continue misturando com o garfo até que a massa desgrude das laterais da tigela. Amasse a massa com as mãos apenas até formar uma bola. Molde pequenos pedaços da massa na forma de hambúrgueres grossos.

Numa panela anti-aderente, aqueça um pouco de manteiga e coloque as arepas até que fiquem douradas dos dois lados. Sirva as arepas quentes com queijo ralado ou molho de tomate ou creme azedo se preferir.

quarta-feira, 26 de março de 2008

Bolo de Cenoura

3 cenouras grandes cruas partidas aos bocados
2 chavenas de acucar
1 chavena de oleo
4 ovos
2 chavenas de farinha
1 colher de fermento

Deitam-se todos os ingredientes à excepção da farinha e do fermento, na liquidificadora (maquina dos batidos).
Quando a cenoura estiver toda triturada, tudo em creme, deita-se a mistura numa tigela e junta-se a farinha e o fermento.

Mistura-se bem e vai a cozer em forma sem buraco, barrada de margarina e polvilhada de farinha.

Não deve cozer demasiado, para nao ficar seco.

Depois de frio barra-se com creme de chocolate.

Bimby - Semi-frio de Yogurt Grego

1 pacote de bolacha maria
100 g margarina
1 lata de leite condensado
2 embalagens de yogurt grego
4 folhas de gelatina


Tritura-se a bolacha com a margarina amolecida durante uns segundos e forra-se uma tarteira.
No copo deita-se o leite condensado e os yogurts, temp 70º, 2 min, vel. 2.
Entretanto junta-se as folhas de gelatina previamente demolhadas e escorridas durante uns segundos na vel. 1.
Deita-se por cima da base e vai ao frigorifico de um dia para o outro.

Tem um sabor bastante forte, por causa do iogurte grego, mas é muito boa. Eu gosto de fazer também com o Kefir, em vez de iogurte grego.

Fonte: Forum Bimby

Bimby - Batido de Morangos e Côco


300 gr. de Morangos madurinhos, bem lavados e sem o pícaro verde
1 iogurte de aroma de Côco
Côco ralado a gosto
300 gr. de Leite (a quantidade de leite é relativa, poderá colocar-se menos para obter um batido mais cremoso)

No copo da BIMBY colocar todos os ingredientes.

Programar 1 min., vel. 5-7-10, até os morangos ficaram bem desfeitos e o batido cremoso.

Deitar num copo e enfeitar a gosto.

Eu prefiro fazer com 2 ou 3 iogurtes naturais, côco ralado, morangos e água.

Para quem não usa a Bimby, basta deitar a fruta com o côco e os iogurtes num copo misturador, misturar tudo muito bem, e depois juntar a água ou leite.

Fonte: http://luisaalexandramarques.blogspot.com

Download de Livros Bimby

http://luisaalexandramarques.blogspot.com/

http://www.4shared.com/network/search.jsp?sortType=4&sortOrder=-1&sortmode=2&searchName=bimby&searchmode=2&searchName=bimby&searchDescription=&searchExtention=&sizeCriteria=atleast&sizevalue=10&start=0

Eu fiz a minha parte. Se alguém quiser acrescentar, terei todo o gosto!

Souflé de Leite Condensado

Base
1 pacote bolacha Maria+ manteiga + leite
Dei uns toques no turbo depois triturei 30 seg veloc 9
Adicionei 60g de manteiga, 5 minutos temp. 60 vel. 3

Deitei sobtre a tarteira de pirex um pouco alta e moldei, levei ao frigorifico.

Sem bimby: esmagar a bolacha, adicionar a manteiga derretida e um pouco (POUCO!) de leite

Recheio:
1 lata de leite condensado
1 limão : raspa e sumo ( só a parte amarela da raspa )
3 ovos

Bati as claras : 1,5 minutos para cada clara fiz 4,30, temp. 37 vel.4
Numa tijela deitei o leite condensado, as 3 gemas a raspa e o sumo do limão, envolvi tudo com a vara de arames.

Depois juntei as claras e envolvi ao deleve, verti sobre a base da bolacha.
Leva-se ao forno pré aquecido a 200º durante 15 minutos se querem que fique como tarte é + 15 minutos no forno.

Fonte: Forum Bimby

Bimby - Pudim de Côco Rápido

6 ovos
1 lata de leite condensado
1 lata de leite ( medida da lata condensado)
1 pacote 200 g de côco
caramelo q.b

Coloque os ovos, o leite condensado e o leite, e programe 2 m velocidade 3. Depois coloca-se o coco e programa-se 1 m velocidade colher. Unta-se a forma com caramelo ( eu fiz numa forma de bolo c/ buraco) e por fim deita-se o conteudo. Levar ao forno a 170/ 180 º , 60 minutos em banho maria.
Pode ser também feito ao vapor, no mesmo tempo.
Para quem não tem Bimby, basta colocar tudo num copo misturador, pela ordem indicada.

Fica muito bom, e é facil rápido!

Eu prefiro fazer sem ovos e juntar 4 folhas de gelatina já demolhadas, escorridas e depois dissolvidas em uma colher de sopa de água a ferver. Desta forma já não vai ao forno, vai directamente ao frio.

Fonte: Forum Bimby

terça-feira, 25 de março de 2008

Bolinhos de manteiga de amendoim

3/4 copo de açúcar
1 ovo
1 colher (chá) de aroma de baunilha
1 copo de manteiga de amendoim
1 colher de chá de fermento em pó para bolos
1/4 copo de gelatina de um sabor a gosto já preparada, mas antes de ir ao frio.

Pré-aqueça o forno a 210ºC, pincele um tabuleiro com um pouco de óleo.
Num copo misturador, no mínimo, misture o açúcar, o ovo e o aroma de baunilha.
Junte depois o fermento e a manteiga de amendoim e continue mexendo até formar uma massa homogénea.

Forme bolinhas, pequenas, coloque-as no tabuleiro e faças um buraco com o dedo por cima de cada uma delas - coloque aí a gelatina.

Leve ao forno 12 a 14 minutos, retire e deixe arrefecer.

Quiche Grega

8 ovos batidos
Uma embalagem de espinafres descongelados no microondas
Uma mozarella

Partir a mozarella em pedaços, misturar com os ovos e os espinafres, colocar num tabuleiro de tarte ou outro que seja baixo (previamente pincelado com azeite ou manteiga derretida) e levar ao forno, já pré-aquecido a 210ºC, ou levar ao vapor por 25minutos.

Também pode ser feito no microondas.

Pudim de Manga ao Vapor

polpa de 3 mangas médias
2 xícaras (chá) de açúcar
casca e suco de 1/2 limão grande
sementes de 2 bagas de cardamomo trituradas
1 xícara (chá) de farinha de trigo (120 g)
2 colheres (chá) de fermento em pó (4 g)
3 colheres (sopa) de maisena (21 g)
4 colheres (sopa) de amêndoas moídas (facultativo)
3 ovos
1/2 xícara (chá) de manteiga (100 g)


Coloque a manga numa panela, polvilhe 1 xícara (chá) de açúcar, junte as raspas e o suco de limão e as sementes de cardamomo. Leve ao fogo e cozinhe por 10 minutos, ou até a manga ficar macia e com uma calda bem encorpada. Retire do fogo. Numa tigela, peneire a farinha de trigo com o fermento em pó e a maisena.

Misture as amêndoas e reserve. Reserve alguns pedaços de manga cozida para decorar e coloque o restante no liquidificador. Junte os ovos e a manteiga e bata até obter um creme bem leve. Aos poucos, adicione o creme na tigela com os ingredientes secos peneirados. Misture a cada adição até ficar homogêneo. Numa panela, misture o açúcar restante com 3 colheres (sopa) de água e leve ao fogo até obter uma calda em ponto de fio grosso. Retire do fogo e forre o fundo e as laterais de 12 forminhas com capacidade para 250 ml cada uma. Despeje o creme e cubra as forminhas com papel-alumínio. De preferência, amarre as bordas com barbante de cozinha.

Disponha as forminhas numa assadeira grande com 480 ml de água fervente. Leve para cozinhar em fogo baixo no vapor por 40 minutos, ou até que enfiando um palito nos pudins ele saia limpo. Retire do fogo e deixe amornar. Em seguida, desenforme e leve para gelar.

Pode ser feito com outras frutas, mas tenha o cuidado de acrescentar sumo de um limão não que ficam negras da oxidação, como as pêras, por exemplo.

Ravióli aberto com broculos

800 g de brócolis
30 g de queijo pecorino ou de cabra
80 g de ricota firme
10 azeitonas pretas sem caroço
1 dente de alho
4 colheres (sopa) de azeite de oliva
2 xícaras (chá) de polpa de tomate (450 g)
2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo (300 g)
2 claras
1 cenoura
pimenta dedo-de-moça em pó
sal a gosto

Limpe os brócolis e divida-o em buquês. Lave-os e cozinhe no vapor por 10 minutos. Em seguida, bata os brócolis no processador com o queijo pecorino, metade da ricota ralada, as azeitonas e 1 pitada de sal. Numa panela, doure o alho no azeite. Em seguida, elimine-o e junte a polpa de tomate, 1 pitada de pimenta dedo-de-moça e 1 pitada de sal. Tampe a panela e cozinhe, em fogo baixo, por 15 minutos. Misture a farinha com as claras. Adicione 1 pitada de sal e 2 colheres (sopa) de água fria e misture bem até obter uma massa homogênea. Abra a massa em uma folha fina e corte 16 discos de 12 cm de diâmetro. Disponha no centro de cada disco 1 colher de creme de brócolis e feche a massa ao redor do recheio de modo a formar os raviólis abertos. Distribua por cima a cenoura cortada em bastões e cozinhe no vapor por 20 minutos. Polvilhe com a ricota restante em lascas e sirva a seguir com o molho de tomate.

fonte:http://culinaria.terra.com.br/

Bolo de milho ao vapor

1 e 1/2 xícara (chá) de farinha de milho pré-cozida
1/2 xícara (chá) de farinha de mandioca
10 colheres (sopa) de açúcar
2 xícaras (chá) de leite desnatado
5 colheres (sopa) de manteiga
1/2 xícara (chá) de coco fresco ralado

Coloque no processador as farinhas de milho e a de mandioca e o açúcar. Bata por 2 minutos, ou até obter uma farinha mais fina. Retire e passe a mistura por uma peneira. Reserve. Coloque o leite, a manteiga e o coco em uma panela. Leve ao fogo por 3 minutos, ou até ferver. Retire do fogo e despeje, aos poucos, e sem parar de mexer, sobre os ingredientes secos peneirados. Mexa vigorosamente até ficar homogêneo. Forre com um pedaço de pano fino, de preferência musseline, a parte de cima de uma cuscuzeira, com 20 cm de diâmetro. Coloque a massa e reserve. Coloque 500 ml de água na parte de baixo da cuscuzeira e leve ao fgo por 3 minutos, ou até ferver. Encaixe a cuscuzeira, tampe a panela e reduza o fogo. Cozinhe em fogo baixo por 50 minutos, ou até a massa ficar macia. Retire do fogo e desenforme com cuidado. Se preferir, polvilhe com canela em pó ou sementes de erva-doce. Sirva com mel ou melado.

Fonte: http://culinaria.terra.com.br/

Ovos estrelados ao vapor

Forre o fundo do tabuleiro de cozer a vapor com uma folha de papel vegetal molhada. Abra os ovos em cima da folha e tempere a gosto (sal, ervas, pimenta...). Coloque 800 grs de água no copo da Bimby e programe 10min, temperatura Varoma, velocidade 1. Para a gema ficar crua deverá ser menos tempo.

Para quem não tem bimby, poderá fazer da mesma forma no seu recipiente de cozer a vapor.

Fonte: Forum Bimby

Bimby - Molho agridoce chinês

1 litro de água
2 colher de massa de tomate
1 vidro de calda de cereja em calda
1 xícara de açúcar
1 xícara de vinagre
4 colheres de sopa de maizena
4 colheres de sopa de água

Modo de fazer:
Leve a água,a massa de tomate, o caldo da cereja e o açúcar a ferver no copo da Bimby, 100graus, velocidade 2 até que ferva. ( Imagino que 5a 7 mniutos será suficiente)

Acrescente a maizena dissolvida em 2 colheres de água fria, 100graus, velocidade 4, até que ferva.

Acrescente o vinagre, 100graus, velocidade 3 até que ferva.
Acondicione em vidro e sirva frio.

Fonte: Forum Bimby

Bimby - Papas de milho

Enche-se a bimby com1,5 lt de agua fria e temperos a gosto, como o sal, manteiga e/ou azeite, açúcar para quem gosta doces (+/- 4 clheres de sopa).

Logo de seguida coloca-se 3 medidas e 1/2 de milho (copinho bimby)

Põe-se a 90º 20 minutos posição 1 com borboleta


Acabado o tempo prova-se para confirmar se está cozido e se está bem temperado, se não deixa-se mais um pouco.

Estas papas são receita da minha avó, agora adaptadas à Bimbi. Acompanham pratos a gosto, como se fossem puré, mas doces são boas ao lanche ou pequeno almoço.

Para fazer polenta, basta deixar arrefecer num tabuleiro rectangular grande e depois cortar em rectângulos médios. Estes rectângulos podem ser fritos em óleo, panados e feitos no forno ou frito e também podem ser grelhados, ou, em pedaços mais pequenos, colocados no meio de uma espetada.

Fonte: Forum Bimby

Bimby - Massa sovada de S.Miguel (receita dos Flores)

Mistura-se bem 1/2 copinho de leite c/ 100gr. de farinha de trigo, + 1 ovo, + 100 gr. açucar, + 50gr. de boa aguardente (ou bagaceira) + 100 gr de manteiga + 50 gr de banha + sal qb, vel. 4, colh. inv, temp 60, +-4 min.. Logo a seguir adicionar +- 400gr. de farinha, + 1 saqueta de fermipan (ou fermento de padeiro para 0,5 kg de farinha), + 2 ovos + 50gr açucar, vel 3 colh. inversa 15 seg. "Sova-se" 6 a 8 min. na vel. espiga. Fica uma massa em formato de bola sem ser muito seca mas sem pegar. Se necessário polvilhar as paredes do copo com + um pouco de farinha.

Entretanto colocar uma tijela com água bem quente (para aquecer o vidro ou o barro) em cima de um cobertor, manta ou toalha. Quando acabar a sova, despejar a água e limpar bem. Com a tijela quente polvilhar farinha e deitar a massa. Benze-se. Abafa-se bem e deixa-se levedar em local fechado (se fizer à noite está boa de manhã).

Depois de lêveda forma-se o bolo com a ajuda de farinha se necessário. Repousa novamente coberta durante 30 m. Vai ao forno já quente +- 150º em forma untada sem buraco. Espetar um palito para ver se está pronta, +- 45min depois.

Obs.: Esta massa faz parte do dia a dia das famílias açoreanas. Acompanha salgados e doces. Substitui muitas vezes o pão. Não falta nas festas mais simbólicas, como o Natal e a Páscoa.

Fonte: Forum Bimby
Google